A cura

Padrão

 

Nunca me esqueci daquela noite. Como esquecê-la? Estava frio, uma névoa baixa, o ar pesado como meus joelhos, com um cheiro agridoce. Aparentava tranqüilidade.

Três batidas na entrada. Susto ao mesmo tempo em que o vento gélido do movimento da porta golpeava minha face. Não. Foi o coração que recebeu o choque de vê-la diante de mim. Ele batera incontrolavelmente como na noite do primeiro beijo, há um ano, nove meses e um dia.

Ela estava diferente, talvez tenha ganhado alguns quilos. O cabelo crescera, as roupas estavam mais estilosas. O olhar era duro. Pediu para entrar e se sentou no sofá. Permaneci em pé, braços cruzados, corpo tenso, desacreditando que aquilo fosse real:

– Soube que estava doente? Tudo bem? – ela soltou.

Eu podia ter dito: “Acho que melhorei agora, por você estar aqui”.

– Você veio até aqui para ver se estou bem depois de minha pior crise?

-Não. Na verdade, vim te dizer uma coisa.

Podia ter dito: “Preciso falar antes tudo o que tenho sentido por você, como sua falta me machucou”.

– O quê? O que é tão importante assim?

– Eu te amo.

Poderia ter dito: “Eu também”. Mas as palavras não tinham mais valor. Perderam-se na encenação diária da minha mente. Simplesmente caminhei até a porta e a abri:

– Tchau – falei com toda a convicção possível.

Ela foi até mim, ficando cara a cara, e perguntou:

-Por quê?

– Eu poderia ter te amado para sempre. Agora… acabou.

Enquanto deixava minha casa, o seu perfume entrou rapidamente em meu ser e esta foi a prova definitiva de que eu não sentia mais nada. Bati a porta calmamente, com a certeza de que não havia mais sentimento. Eu estava livre. Havia sido curado.

 

José Eduardo Brum

Anúncios

»

  1. Adoro pensamentos inclusos em momentos de tensão. Transparece a verdade que esta em conflito com as decisões a serem tomadas. (além de me deixar mais curiosa ainda!)
    E me lembrou o final de Closer… Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s