Espelho circular

Padrão

Depois de muito tempo, dois amigos se reencontraram por acaso num bar. Não se viam há dois meses, mas nutriam uma camaradagem honesta. Eles se divertiam e se conheciam facilmente. Muitas histórias em comum embalavam aquele relacionamento:

– Nem posso acreditar que te encontrei! Eu estava precisando de um ombro amigo pra beber e superar os problemas da semana. Briguei no meu trabalho, devo ser mandado embora. Pra completar, a bateria do meu carro arriou por volta das onze da noite numa rua deserta e perigosa. Não consegui falar com meu irmão, nem com meu pai, foi um sufoco!

– Nossa! Eu também estou precisando desabafar com álcool, mas não posso beber. Tive de ir ao hospital por causa de uma crise nasal. Não conseguia respirar. Estou tomando um bilhão de remédios. Pensei que fosse morrer.

– Que trágico! E como você está agora?

– Fisicamente, estou bem, mas psicologicamente… Preciso voltar com a terapia. Me sinto só. Passei dois dias no hospital sozinho. Nenhum dos meus amigos foi me ver. Ninguém me socorreu.

– Eu sei o que é isso que você passou. Eu não entendo muito de mecânica, tentei mexer, mas não deu. As pessoas a quem eu achava que poderia recorrer em emergência não me responderam. Depois disso, questionei se tenho valor para alguém.

– Exatamente. Estar no hospital não foi nada, o pior foi a solidão.

Eles se olharam. Entendiam-se. Lágrimas faiscaram nos olhos de ambos. Por um segundo ou dois, sentiram a catarse. Depois disso, ameaçaram retomar o assunto, mas desviaram os olhares:

– E a Paula, meu chapa? Ainda está pegando?

– Você não vai acreditar no rolo em que me meti…

Duas horas depois, um estava mais bêbado que um gambá, enquanto o outro tinha uma leve dor pulmonar de tanto rir. Na porta do bar, despediram-se, satisfeitos da noite agradável. A caminho de suas casas, sentiram falta um do outro, mas perceberam que continuavam sozinhos.

José Eduardo Brum

Anúncios

»

  1. Por isso é que todos devem se casar. Achamos q n estamos sozinhos durante menos tempo (mesmo qndo estamos, mas pelo menos n pensamos q estamos).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s