Harold Bloom

Padrão

A julgar pela pilha de livros que ia do chão ao teto do quarto, ele era fã de alta literatura. Gostava de sua coleção de volumes ainda não lidos assim, um sobre o outro, de modo que ele fosse obrigado a galgar os degraus da escada móvel de metal a cada vez que quisesse mergulhar num novo universo criado pela maestria de algum escritor. E se por ventura alimentasse a vontade de se dedicar a algum exemplar de escrita menor – leia-se uma brochura quase esquecida em algum ponto mais baixo do monte -, a tarefa de resgatá-lo era por si tão trabalhosa que até compensava toda sua resistência ao tipo provável de leitura rasa que poderia encontrar.

Só não tolerava o hábito da mulher, que organizava todos os livros dela, lidos e não lidos, lado a lado nas prateleiras da estante, em ordem alfabética pelo sobrenome do autor, literatura em língua portuguesa nas prateleiras de cima, literatura em língua estrangeira na parte de baixo. Incompreensível para ele era alguém que devorava palavras compulsivamente se dedicar a tal tipo rasteiro de leitura linear, sem qualquer critério. Não tenho preconceito literário, ela dizia, o que só fazia ampliar o preconceito dele. Era por isso que ela conseguia colocar lado a lado, sem nenhum pudor e nesta ordem, a saga Crepúsculo e todos os volumes de Em busca do tempo perdido! A capacidade de compreensão de qualidade literária de sua mulher era plana como a superfície lisa de lombadas que, apesar da disposição milimetricamente calculda, ela arrumava no armário grosseiramente.

O problema foi quando mudaram para o apartamento novo, de armários e estantes embutidos, pré-moldados, que relegaram seu empilhamento a uma única paredinha ao lado da janela. Ventava muito naquele décimo quinto andar, ou pelo menos o suficiente para que ele chegasse em casa determinada noite e encontrasse todos os exemplares caídos no chão. Naquele caos de palavras e ideias, subverteu-se completamente a crítica literária daquela casa: O pequeno príncipe foi parar no topo de tudo.

Táscia Souza

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s