Manchado

Padrão

Nunca mais vi comédias românticas, nem nada água com açúcar. Isso pode ser um trauma, certo? Aqueles beijos românticos, certeiros e profundos me lembram que ficção não é realidade.

Talvez seja… Pensando bem, são iguais. Os mesmos beijos reveladores, intensos e suspirados marcam um fim… Felicidade em suspensão, triunfante sucesso, eterno amor sempre sobem antes dos créditos. Mas por que, comigo, não foi desse jeito?

Sonho com ela acordado, é claro. Pesadelos nunca tive. Já me bastam os olhares de todos ao meu redor. A condenação dos outros é pior que a Judiciária.

Se eu tivesse sido preso, quem sabe estaria livre do ódio social, da moral perversa. Eu não seria o inimigo do povo. Não ficaria trancafiado no eterno reviver daquele dia.

Apesar dos exames, ainda me olham como bêbado e drogado. Eu não estava alterado. Era o motorista da rodada. Até eu, como as outras pessoas, não consigo conceber que minha noiva, a maior vítima, tinha sido a provocadora de um grande acidente.

Tudo por causa de um beijo espontâneo, de uma manifestação livre de amor… Por que não a impedi? Não a esbofeteei? Só bati nela depois, incrédulo. Ela, imóvel e ensanguentada; eu, assustado e nervoso. Socava-a. Por um milagre, achei que voltaria pra me beijar de novo.

O nefasto é que nem me lembro da sensação do último beijo. Assim que ela virou meu rosto e me puxou até os lábios, de susto reagi, virando o volante. A pista era horrível, capotamos. Eu e meus amigos, no banco de trás, recebemos o fardo da dádiva vida. Minha noiva foi a única que morreu.

Meus sobreviventes testemunharam a meu favor. Eles me detestam porque são acusados de comprados e cúmplices. Quem dera se eu fosse visto assim? Serei sempre o homem que matou a mulher que amava… durante um beijo.

José Eduardo Brum

Anúncios

»

  1. Espantado e arrepiado por três motivos:
    1 – a história é de arrepiar. Last Kiss. “I’ll never forget the sound that night”
    2 – está tão bem escrito que eu tenho sérias dúvidas de até onde isso é ficção.
    3 – há um capítulo no meu livro que é exatamente isto.

  2. Ahhhhhh! Nesse texto você se superou com certeza! Maravilhoso e fascinante!
    Por mais que seja estranho, adoro textos de romance com pitadas de tragédia hahahaha!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s